domingo, 26 de junho de 2011

voltar


deixei-te hoje e logo depois queria voltar.
é a tua presença tão necessária à minha vida
que nada mais tem relevo quando estás longe.
pairo sobre os teus dias de ausência,
dias sem história, sem cor, sem perfume,
sem o teu calor, a tua luz.

esse encanto que me seduz,
esse ser que és tu.

voltar a ver


sexta-feira, 24 de junho de 2011

nome


soletra-me o teu nome ao ouvido,
em voz baixa, letra a letra
para que o fixe para sempre e
quando o ouvir novamente
reconheça que o tempo já passou.

sábado, 18 de junho de 2011

nós


a tua pele é a minha fronteira e nela encontrei a paz que procurava.
quando te olho sinto-me conquistado noutro olhar que é o teu.

esta paixão transporta-me para um eu mais vivo, real, verdadeiro.

quero a tua pele na minha porque te desejo.
quando o desejo é saciado, transforma-se em nova vontade de mais um dia contigo.

dias e dias formam uma história: tua e minha.

nós, é uma realidade que acordou e vive,
cujos ecos vão permanecer na nossa dimensão de eternidade.






Dance of the Blessed Spirits

segunda-feira, 13 de junho de 2011

viagens


gostava que este livro fosse o teu livro de viagens.

para viajar nem sempre precisamos sair do local onde nos encontramos. basta pensar, imaginar, fantasiar.

alguns desses pensamentos, algumas fantasias, alguns pedaços de imaginação tornam-se realidade e a viagem acontece. estamos sempre a viajar.

se de vez em quando vieres aqui e escreveres um pensamento, um sentimento, uma sensação, se lembrares alguém, poderás recordar etapas da tua viagem.

nunca viajamos sózinhos, levamos sempre as memórias, as experiências, as cicatrizes e as alegrias; levamos os olhos, a boca, as nossas mãos e a nossa pele. Às vezes levamos companhia, levamos alguém connosco.

viajar com alguém é sempre muito mais agradável: são, pelo menos, quatro olhos para ver o mundo, duas peles para sentir e quatro mãos para tocar.

agora, viajas comigo.